Cidadania discute melhorias nos pontos de ônibus

0
75

A Comissão de Cidadania da Câmara teve reunião nesta tarde. O objetivo principal era ouvir as justificativas da Autopista Litoral Sul, concessionária da BR-101, sobre as construções de passarelas em trechos do perímetro urbano de Joinville e a eliminação de pontos críticos de aquaplanagens.

Só que ninguém da empresa compareceu à reunião. Desta forma, os vereadores Patrício Destro, Zilnety Nunes e Maurício Peixer concentraram os trabalhos no segundo assunto previsto para o encontro: as más condições de inúmeros pontos de ônibus de Joinville. Destro, presidente da comissão, tem levantado o assunto nas sessões da Câmara.

Hoje, o trio recebeu representantes da Seinfra para discutir melhorias para os usuários do sistema de transporte coletivo urbano. Um deles, Thiago Niehues, revelou que, em média, três pontos são destruídos por mês em Joinvivlle. Cada ponto custa, em média, R$ 7 mil e dura, no máximo, um ano. Entre as causas principais da baixa durabilidade: vandalismo, acidentes de trânsito e a ação do tempo.

Os vereadores da comissão devem voltar ao assunto na próxima reunião, no dia 20 de abril. Segundo Patrício Destro e Maurício Peixer, já é hora de começar a pensar nas regras da nova concessão do transporte coletivo urbano, já anunciada pela Prefeitura, mas que ainda não chegou à Câmara análise do vereadores.

Segundo Patrício Destro, uma saída para o problema dos pontos de ônibus estragados e que não recebem conserto estaria no estabelecimento de regras claras nesta nova concessão. O parlamentar sugere o modelo de Florianópolis. Na capital, os pontos são de acrílico, fechados nos lados, evitando que os passageiros fiquem enxarcados nos dias de chuva, têm indicação dos itinerários que por ali passam, alguns são iluminados e ainda há a exploração de serviços de publicidade, permitindo que a Prefeitura tenha receita para a manutenção deles.

{jcomments on}