Cidadania debate a lei das filas dos bancos

0
58

Pela terceira vez e com as presenças de representantes do Banco do Brasil (BB), Caixa Econômica Federal (CEF) e Bradesco, a Comissão de Defesa de Cidadania da Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ), discutiu a lei dos 15 minutos (de espera) para os bancos. Os bancos pedem que nos 10 primeiros dias do mês o tempo de atendimento seja ampliado para 20 minutos. O presidente da comissão, vereador Patrício Destro, argumentou que essa mudança só pode ser aceita caso os bancos ampliem o atendimento em uma hora. “O cliente não pode perder esse direito sem uma contrapartida”, defendeu Destro.

Marcelo Lima de Bem, do Bradesco, a instituição é simpática a idéia. “Aceitamos a mudança, mas não podemos falar por todas as instituições”. A mesma posição teve Rogério Martin, da CEF. Representando a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Luiz Gustavo Rocha, também se mostrou favorável ao projeto. “Eu como cidadão fiquei quase uma hora na fila de um banco, acho que o projeto será benéfico para todos”, afirma Rocha. Ironia ou não, mas o diretor do Procon, Jorge Nemer Filho, lembrou que as três instituições com mais reclamações no órgão foram justamente as que participaram da reunião.

O próximo passo será o envio do Projeto de Lei para as agências bancarias e a convocação das mesmas para uma reunião para definir o assunto. Na oportunidade Patrício Destro anunciou que na próxima segunda-feira, dia 5, será realizada uma reunião extraordinária da Comissão de Cidadania para tratar, entre outros assuntos, da mudança do Posto de Saúde do Jardim Edilene para o Estevão de Matos.

Foto: Sabrina Seibel