Cidadania discute ajuda a vítimas de enchente

0
64

A Comissão de Defesa da Cidadania, em reunião extraordinária, discutiu, hoje (28), o atendimento dos programas sociais às vítimas das enchentes e também a desocupação dos estabelecimentos comerciais dos terminais de ônibus do Itaum e do Iririú.

O vereador Osmary Fritz foi o proponente da reunião que tratou sobre o atendimento as vítimas das enchentes em Joinville. Atualmente 96 famílias que tiveram suas casas interditadas recebem auxílio moradia. Para o vereador a perda da residência retira a cidadania dessas pessoas, quando você perde sua casa perde também a sua referência.

Participaram da reunião o gerente da Unidade de Proteção Básica da Secretária de Assistência Social Francisco João de Paula e a coordenadora da Área de Benefícios e Transferências de Renda da Secretária de Assistência Social Margareth Trambo, a Secretaria de Habitação também foi convocada, mas não mandou representante.

Segundo a e Transferências de Renda da Secretária de Assistência Social Margareth Trambo, são 39 famílias que perderam suas casas e que não há mais possibilidade de ocupação do terreno. “Mesmo assim, essas famílias não entram nos critérios para aderir aos programas habitacionais. Esse é um problema legal que enfrentamos”, avalia.

Além desse assunto, a Comissão também debateu o problema enfrentando pelos comerciantes dos terminais do Itaum e do Iririú. A proponente dessa reunião foi a vereadora Zilnety Nunes. Os comerciantes reclamam que tem um mês para deixarem o local. A prefeitura alega que está retomando os locais públicos. Segundo a comerciante Juraci Oliveira, ela tem uma lanchonete no local há oito anos e agora tem um mês para sair do terminal, mesmo tendo um estoque grande de mercadorias.

Os dois assuntos serão discutidos novamente no dia 13 de outubro.