Saúde cobrará máquina de ressonância do Estado

0
54

A reunião da Comissão de Saúde desta tarde foi atípica. Ao invés do plenarinho cheio como é característico das reuniões da Comissão, dessa vez o local estava praticamente vazio. A pauta, porém, teve vários projetos a serem deliberados e alguns assuntos importantes foram debatidos.

Durante a reunião, a vereadora Tânia Eberhardt sugeriu que a Comissão enviasse um oficio ao governo do estado questionando sobre o paradeiro do aparelho de ressonância magnética que há muito já foi solicitado para a cidade. Ela afirma que Joinville precisa da máquina em funcionamento em estabelecimento público, pois atualmente os pacientes tem que ser transferidos para hospitais particulares quando precisam realizar o exame.

A vereadora considera um absurdo que cidades como Mafra e Canoinhas já tenham recebido seus respectivos equipamentos e Joinville ainda não. O presidente da Comissão, o vereador Adilson Mariano concordou com a colega e informou que será providenciado um oficio à ser remetido ao secretário de Estado da Saúde, o médico Dalmo Claro de Oliveira que é de Joinville e ao governador Raimundo Colombo manifestando a indignação dos joinvilenses e cidadãos das cidades da região que também dependem do atendimento da saúde em Joinville.

Os projetos que receberam parecer favorável na reunião foram o PL nº 334/2011, o PL nº 343/2011, o PL nº 348/2011, o PLC nº 004/2010 e o PLC nº 52/2011.

 

Foto: Sabrina Seibel