Comissão tenta discutir rescisão com Cartão Joinville

0
74

Bem que os vereadores da Comissão de Finanças tentaram, mas não houve como avançar no entendimento sobre a tentativa da Companhia de Desenvolvimento e Urbanização de Joinville (Conurb) de rescindir o contrato de concessão das cerca de 1800 vagas de estacionamento rotativo da cidade com a empresa Cartão Joinville.

Representantes das duas empresas vieram à reunião da comissão nesta tarde, a pedido dos vereadores, para explicar a situação. O que se viu foi, novamente, uma troca de acusações, sem que nenhum dos lados apresentasse os documentos.

A Conurb alega que a Cartão Joinville deve ao município R$ 1,09 milhão, oriundos do atraso de mais de um ano de repasse do valor por vaga explorada por mês, que está em R$ 28,55. Cartão Joinville, por sua vez, alega que o município deve R$ 1,03 milhão em cessão de créditos acumulados do início das operações, no começo da década.

No final, quem vai decidir é a Justiça, já que a Conurb entrou com ação para reverter a liminar concedida à empresa Cartão Joinville para que continuasse a gerir as vagas de estacionamento rotativo, mesmo após o contrato ter sido rescindido pela empresa mista municipal. Assim, diante do impasse, vereadores optaram por esperar a decisão judicial para retomar o assunto.

Dispensados os convidados, os parlamentares debruçaram-se em mais de uma dezena de projetos. Parte deles recebeu a análise inicial e a distribuição de relatorias. Parte recebeu os pareceres, permitindo que sigam para outras comissões ou para o plenário para votação. Na segunda-feira, às 17h, haverá reunião extraordinária para mais deliberações.