Em pauta novos serviços em postos de combustível

0
101

Autorizar o funcionamento de postos de conveniência 24 horas em Joinville e permitir o serviço de hospedagem em postos de combustível na cidade foram temas abordados na Câmara de Vereadores. Nesta tarde, em reunião conjunta das comissões de Legislação, Urbanismo e Economia, realizada no plenarinho da CVJ, os vereadores debateram com a comunidade o PLC nº 42/11, de autoria do vereador Jucélio Girardi, e o PLC nº 45/11 do vereador João Rinaldi.

O projeto do vereador Jucélio Girardi defende que os estabelecimentos que funcionam junto aos postos de abastecimento tenham horários de abertura e fechamento livres, ou seja, legaliza o funcionamento dos postos 24 horas. “Joinville é uma grande cidade e necessita de lojas de conveniência 24 horas”, defende o proponente. Já o projeto do vereador João Rinaldi versa sobre mudança na atual legislação do uso e ocupação do solo para permitir que serviços de hospedagem possam ser explorados em anexo aos postos de combustível. “Será mais um serviço para atender a demanda e movimentar a economia local”, argumenta Rinaldi.

Não houve polêmica nem rejeição sobre hotéis em anexo a posto de combustível. No entanto, a abertura dos postos de conveniência 24 horas teve divergências. O delegado regional de Joinville, Dirceu Silveira Junior, se mostrou contrário a abertura das lojas de conveniência 24 horas. “Será mais uma dificuldade para as autoridades. Assim se multiplicam as ofertas de assaltos”, ressalta. Dirceu também chamou atenção para o consumo de bebidas alcoólicas por jovens nos postos de combustível. Vicenti Nivaldo Damiani, dono de posto de combustível, defendeu a livre iniciativa do empresário e da cidade. “O problema não é a venda de bebida alcoólica. O que falta é fiscalização pelos órgãos competentes”, enfatiza Damiani.

Os vereadores Patrício Destro e Maurício Peixer defenderam que ambos os projetos têm mérito. “Caso seja aprovada a preposição referente aos postos 24 horas, proponho uma emenda para delimitar um horário legal para a venda de bebida alcoólica. Por exemplo, fica proibida a venda entre as 22h às 6 da manhã”, acrescenta Patrício. Os vereadores José Cardozo e Zilnety Nunes pediram mais fiscalização nos postos de gasolina onde ocorrem badernas e o descumprimento da lei. O vereador Lauro Kalfels, presidente da comissão de Urbanismo, defende que Joinville tenha os postos de conveniência 24 horas. “Somos a maior cidade do Estado. Já existe posto 24 horas em Joinville atuando de forma ilegal”, pondera Kalfels. O vereador Manoel Bento, presidente da comissão de Legislação, sugeriu uma reunião técnica para aperfeiçoar os projetos e assim melhor atender aos anseios da comunidade.

Fotos: Nilson Bastian

{loadposition 110927}