Decisão sobre Cepat deve sair na próxima semana

0
68

O projeto da Prefeitura (PL 190/11) que cria o Centro Público de Atendimento aos Trabalhadores (Cepat) deve ser deliberado pela comissão de Legislação na próxima terça-feira, dia 23. Os vereadores aguardam novas informações da Secretaria de Assistência Social, detalhando todo o projeto, que cria uma Diretoria Executiva que ficará responsável pelo gerenciamento do Centro.

Nesta tarde, em reunião extraordinária, a comissão de Legislação se reuniu com a Secretária de Assistência Social da Prefeitura, Rosimeri Costa, para dar continuidade à discussão que envolve a criação do Cepat, que será vinculado à Secretaria de Assistência Social. Rosimeri falou sobre a importância do projeto e sua abrangência em Joinville. “O Cepat irá concentrar vários serviços relacionados à geração de emprego e a qualificação para o mercado de trabalho”, salienta Rosimeri. A secretária destaca que a criação do projeto capacita a cidade para capitanear recursos junto ao Ministério do Trabalho.

O vereador Maurício Peixer cobrou da Prefeitura mais clareza e dados técnicos nos projetos do Executivo. “O projeto está confuso. Precisa ser mais bem trabalhado para votarmos o projeto com tranquilidade”, alega Maurício. O vereador solicitou a descrição completa do novo cargo e suas respectivas atribuições. Já a vereadora Tânia Eberhardt se mostrou contrária a criação de uma Diretoria Executiva. “É um contrasenso da Prefeitura. Afirma estar com dificuldades financeiras e quer criar uma nova vaga?”, questiona Tânia. Na visão da parlamentar, algum cargo deveria ser extinto ou delegar a nova função a um servidor da gerência da Secretaria de Assistência Social. Os vereadores Juarez Pereira e James Schroeder acenaram positivamente a proposta e aguardam do Executivo um projeto com mais propriedade. “É um projeto sério e necessita de uma gestão específica. Peço que os vereadores ponderem a criação do cargo”, justifica James.

O presidente da comissão e líder do governo na Câmara, vereador Manoel Bento, já solicitou, via sua assessoria, que os projetos da Prefeitura cheguem ao legislativo o mais completo possível. Para o vereador, quanto mais discriminado for o trabalho, melhor será o entendimento dos legisladores sobre o tema. Bento citou o projeto “Via cidadão”, implementado pelo governo, como exemplo e fundamental para o encaminhamento de jovens ao mercado de trabalho. “Esse projeto do Cepat irá contribuir com a reestruturação da Secretaria Social”, destaca Bento.

Foto: Sabrina Seibel