Educação discute segurança nas escolas

0
109

Dois assuntos motivaram os debates na Comissão de Educação da Câmara de Vereadores de Joinville, na tarde de hoje: a possibilidade de utilização de um terreno para a construção de uma nova escola no bairro Aventureiro e a denúncia de vandalismo na Escola Municipal Professor Sylvio Sniecikovski, no bairro Jardim Paraíso. No primeiro caso a União das Associações de Moradores do Bairro Aventureiro (Uamba), solicitou a intervenção dos vereadores para facilitar as negociações entre o proprietário do terreno, o município e o Estado, que receberia a propriedade como doação para a construção da escola. Porém, entraves burocráticos estariam dificultando a transação que poderá envolver ainda a Companhia Águas de Joinville (CAJ) nas negociações.

Visando agilizar os procedimentos os vereadores da comissão, Dalila Leal (presidente), Adilson Mariano e Alodir Alves de Cristo, que contou com a presença do vereador Lauro Kalfels, decidiram convidar para a próxima reunião a Uamba, a Divisão de Patrimônio do Município, a Águas de Joinville e a Gerência Regional de Educação (Gered). Na seqüência da reunião uma moradora do Jardim Paraíso, reclamou da falta de segurança nas escolas do bairro. Munida de fotografias que estampam o vandalismo contra a Escola Sylvio Sniecikovski, passaram a acontecer após a saída dos vigilantes. De acordo com a mulher, impressiona é que sequer as câmeras de segurança inibem a ação dos vândalos. E o que requer imediata e enérgica atitude da polícia é que os marginais invadem o local com drogas ilícitas e as oferecem aos estudantes.

Para a vereadora Dalila Leal o assunto já tinha sido relatado pelos diretores do colégio que disseram que a segurança nas escolas piorou após a saída dos vigilantes. Os vereadores decidiram convocar os órgãos responsáveis pela educação para uma reunião no próximo dia 24, onde eles solicitarão que alguma medida seja tomada para aumentar a proteção nas unidades escolares.

Foto: Sabrina Seibel