Em discussão o tráfego de caminhões

0
52

Um dos problemas enfrentados pelas empresas e transportes de cargas em várias capitais brasileiras e que em breve, considerando o planejamento urbano de trafegabilidade dos centros urbanos, abrangerá todas as cidades de médio e grande porte, já preocupa as entidades representativas da categoria: a limitação para o tráfego de caminhões. Para tratar sobre este assunto o empresário Ari Rabaiolli, presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e de Operações Logísticas de Joinville – Setracajo –, reuniu-se, na tarde de hoje, com o presidente da Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ), vereador Odir Nunes.

“Já estamos estudando a elaboração de um projeto de lei (PL) regulamentando a questão de acessibilidade específica para o transporte de cargas e de logísticas para a cidade de Joinville”, explicou o parlamentar. Para que o PL seja abrangente, o mais completo possível e atenda as empresas, os profissionais do setor e a população é importante a participação da entidade que representa uma das partes, o sindicato. Rabaiolli defende que o projeto tem que ser em conformidade com a Lei das Transportadoras e também para os parâmetros da nossa cidade como por exemplo, a que distância das rodovias – estadual e federal –, dos corredores, das consideradas principais vias no perímetro urbano e das regiões periféricas.

Com 12 anos de participação na diretoria do Setracajo, o empresário, proprietário da Aceville, assumiu a direção da entidade em fevereiro deste ano e sua experiência no setor será de grande valia, analisa Nunes. “Temos de delimitar as regiões da cidade, os horários, enfim detalhes para que a trafegabilidade não seja comprometida e também para que não sejam causados fortes impactos no desenvolvimento econômico da cidade”, argumenta o político.

Foto de Sabrina Seibel
Colaborou Bruna Alves Bechtold