Patrulha mecanizada vai funcionar em Joinville

0
57

Os vereadores que integram a Comissão de Finanças realizaram há pouco uma reunião extraordinária para deliberar pareceres de projetos de leis que estavam em pauta sob regime de urgência, a maioria de convênios e subvenções sociais. Após, Jucélio Girardi, Zilnety Nunes, Joaquim Alves dos Santos e Patrício Destro (Belini Meurer ausente) receberam o presidente da Fundação de Desenvolvimento Rural 25 de Julho, Rivelino Simas, que veio à Câmara falar sobre a implantação da patrulha mecanizada na zona rural do município.

Esse serviço é fruto de um projeto de lei tramitado no Poder Legislativo, que permitiu ao município firmar convênio com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para aquisição de um trator para ser disponibilizado aos produtores rurais joinvilenses. De acordo com Simas, isso deve ocorrer já nos próximos 15 dias, porque o equipamento já foi adquirido – ao preço de R$ 85 mil – e um servidor da fundação está passando por capacitação para operá-lo.

O trator dispõe de uma enxada rotativa, uma roçadeira, um arado de disco e uma pá de nivelamento de estradas internas das plantações, o que permitirá seu uso em diversas culturas. O presidente da Fundação 25 de Julho informa que os agricultores que desejarem utilizá-lo em suas lavouras precisarão agendar dia e horário. “Será respeitada rigorosamente a ordem de chegada das requisições”, avisou Simas.

A máquina será utilizada mediante o pagamento de um valor por hora equivalente ao do custo de manutenção daquela hora. Este valor ainda não foi calculado, mas o presidente da fundação assegurou que será bem menor que o praticado no mercado.

O vereador Jucélio Girardi disse que o equipamento chega bem no período da colheita do arroz, o que já beneficiará os produtores do bairro Vila Nova e entorno, inicialmente. Os vereadores Joaquim Alves dos Santos e Zilnety Nunes consideraram esta uma excelente iniciativa. Mas alertaram ser preciso avançar em benefícios aos produtores rurais, adquirindo outras máquinas capazes de realizar outras tarefas.

Rivelino Simas adiantou, por conta disso, que até o final do ano deve chegar a Joinville uma escavadeira hidráulica, oriunda de um novo convênio a ser firmado com o Ministério da Pesca, para auxiliar os piscicultores joinvilenses. O equipamento tem valor de mercado R$ 120 a R$ 150 mil.

A próxima reunião ordinária da Comissão de Finanças será dia 6 de outubro, às 16h, com transmissão ao vivo pelo site da Câmara.

Foto de Sabrina Seibel