Saúde discute benefícios a deficientes

0
66

A Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ) debateu , na tarde de hoje ,o Benefício de Prestação Continuada (BPC) para deficientes e pessoas com mais de 65 anos. Para a reunião foi convidada a Assistente Social do INSS Silvana Aparecida Bernardino que explicou aos presentes como as pessoas devem proceder para ter acesso ao benefício.

Silvana explicou que o benefício é um direito do cidadão, porém é necessário que ele se enquadre nos requisitos da legislação. Entre eles está possuir uma renda mensal per capita inferior a um quarto de salário mínimo, que hoje equivale a R$ 155,50. Para a presidente da Associação das Mães de Deficientes, Cirlei Tariga, a reunião foi esclarecedora e trouxe novas informações para os necessitados, porém ela ainda deseja uma pensão para as pessoas que cuidam de deficientes e inválidos, além de uma pensão melhor para os próprios deficientes. Atualmente o valor do beneficio é de R$ 622,00.

O presidente da Comissão, o vereador Alodir Cristo disse que é preciso melhorar a comunicação entre os órgãos públicos e a população, pois muitas pessoas ainda têm duvidas de como chegar ao beneficio. O vereador James Schroeder afirma que o valor de um quarto de salário mínimo não está de acordo com a necessidade dos deficientes e idosos, ele sugeriu que a população se mobilize afim de que este valor seja alterado.

Foto de Sabrina Seibel