Subestação da Celesc sem entraves

0
65

Os vereadores das comissões de Legislação e de Urbanismo realizaram ontem, à noite, no plenário, uma audiência pública para discutir o Projeto de Lei Complementar 74/2011, enviado à Câmara pela Prefeitura, que propõe mudança de zoneamento na Zona Industrial para permitir que as Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. (Celesc) instalem uma subestação de energia naquela localidade, favorecendo sobremaneira os empreendimentos do Perini Business Park.

Segundo Gilberto Lessa dos Santos, gerente de planejamento da Fundação IPPUJ, não há impedimento legal ou estrutural para a mudança no zoneamento. Dentreos munícipes que se manifestaram, Carlos Roberto Cardoso, presidente da Associação dos Moradores do Jardim Sofia, mostrou preocupação com alagamentos. Ele disse:

“Cada pá ou caminhão de barro colocado na bacia do Rio Cubatão, quando chuve forte, acaba nos prejudicando, pois a água fica represada, já que esta é uma região muito baixa. Gostaríamos de saber se haverá impacto para a nossa vizinhança, pois esta é a nossa única preocupação”. Lessa garantiu que a obra ficará bem afastada dos cursos da região; estará praticamente às margens da Rua Dona Francisca, necessitando pouco ou nenhum aterro.

O representante da Celesc na audiência, Júlio César Pires da Luz, destacou a importância econômica da obra, pois, segundo afirmou, o Perini Business Park está com demanda reprimida. Abastecem o empreendimento as subestações de Pirabeiraba e da Avenida Santos Dumont, as mesmas que levam eletricidade a milhares de moradores da Zona Norte de Joinville.

Com o sinal verde da Fundação Ippuj e nenhum impedimento por parte dos que se manifestaram na audiência, as comissões de Legislação e de Urbanismo devem emitir pareceres favoráveis ao projeto nas suas próximas reuniões, na semana que vem. Ainda não há data para que o PLC 74/2011 chegue ao plenário para votação.