Transformação de resíduos apresentada a vereadores

0
67

A reunião da Comissão de Urbanismo tratou de um tema que na atualidade preocupa os gestores públicos: a coleta, o tratamento e a destinação dos resídios sólidos, ou seja, o popular lixo. Para debater o tema os integrantes da comissão, os vereadores Lauro Kalfels, Juarez Pereira, Alodir Alves de Cristo, Jucelio Girardi e João Rinaldi e receberam o empresário espanhol Luís Cantó, da empresa Ecormed, dona de avançada tecnologia na produção e instalação de usinas de geração de energia, que utilizam como combustível o lixo não reciclável. Além dos parlamentares, Cantó explanou o projeto para os representantes da Procuradoria do Município, da Seinfra, da Amae, da Fundema, da empresa Engepasa Ambiental que faz a coleta do lixo em Joinville e outros muncípios do país, além de interessados no assunto.

Segundo Cantó, a usina utiliza o processo de craqueamento termodinâmico, que transforma os resíduos em energia ou combustível através de um método que trabalha em altas temperaturas, porém sem que haja combustão dos materiais. Essa tecnologia está sendo implantada em Araranguá, a primeira cidade catarinense a adotar o novo sistema. Porém a única usina desse porte em funcionamento no mundo está localizada no sul da Itália. O empresário disse ainda que a estimativa é que a usina produza diariamente cerca de 40 mil litros de combustível, sendo que 10% dos resíduos são transformados em um tipo de areia que pode ser mistura ao concreto e usada na construção civil. Cantó ressaltou que a construção não agredirá o meio-ambiente e ainda proporcionará um retorno que vai gerar na casa dos 50 milhões de reais em recursos para a região. Os membros da Comissão receberão uma cópia do projeto para que o assunto possa ser melhor discutido.

Foto: Sabrina Seibel