Vereadores verificam a situação da rodoviária

0
59

Vereadores Maurício Peixer, Patrício Destro e Zilnety Nunes, integrantes da Comissão de defesa da Cidadania foram verificar, na tarde de hoje, as denúncias feitas por funcionários da rodoviária de que trabalhadores estariam sendo substituídos por computadores. Segundo os funcionários, um dos colabores foi demitido e eles temem por novas demissões.

Para a vereadora Zilnety Nunes, a situação é pior do que foi exposta na Comissão, “os usuários estão insatisfeitos com uma grade instalada, somente quem compra a passagem pode entrar no terminal. Além disso, há problemas na rede de esgoto, no sistema de som e não há policiamento no local, a sala da PM está vazia”, criticou a parlamentar. Para o vereador Mauricio Peixer, as modificações no sistema de embarque não agradaram os usuários, as empresas e os funcionários, o que demonstra que isso não funciona. “Queremos que todos os recursos provenientes das taxas de embarque sejam usados integralmente na manutenção e melhoria da rodoviária”, cobrou o vereador. O presidente da comissão de Defesa da Cidadania, Patrício Destro explica que são cerca de 70 mil passageiros por mês que passam por aquele equipamento público, cada um paga entre R$ 1,50 a R$ 2,50 de taxa de embarque. “Mesmo com essa arrecadação, falta de produto de limpeza até a manutenção da rodoviária. Vamos convocar a Conurb para explicar esses fatos e também a demissão de funcionário concursado”, antecipou Destro.

{loadposition 111020}

Fotos: Sabrina Seibel